O Bahia saiu derrotado do Mineirão na noite deste domingo pelo placar 1×0, ao enfrentar o Cruzeiro. Bem taticamente, porém muito mal tecnicamente em se tratando de jogadores pontuais, a equipe de Preto Casagrande atuou melhor que o adversário na primeira etapa, criando mais chances e sufocando o Cruzeiro, quando chegou a ter mais de 60% de posse da bola.

No segundo tempo, a equipe teve grande queda de rendimento, sobretudo nas más atuações de Juninho, Eduardo e Vinícius. Em lance na sequência de um pênalti não marcado para o Bahia, o árbitro Vagner Reway marcou irregularmente a penalidade para o Cruzeiro. Jean, impecável, fez brilhante defesa e salvou o Tricolor. O gol adversário surgiu em cobrança de escanteio, aos 17′, com o cabeceio de Léo. Tiago sentiu a coxa no lance e precisou ser substituído pelo estreante Thiago Martins. A partida ainda marcaria o retorno de Hernane aos gramados, sem brilho, atuou nos minutos finais e não teve oportunidades.

EDUARDO

Há muitas rodadas o lateral-direito titular absoluto do Bahia tem feito péssimas partidas, mantendo uma regularidade negativa na equipe. Sem reservas para a posição, já que Wellington Silva segue em tratamento e sendo o pior investimento da temporada, Eduardo não tem concorrência e é o que resta ao torcedor para assistir. Muito disperso, recorrentemente não acompanha Zé Rafael em jogadas de infiltração, tampouco recompõe com qualidade, criando uma verdadeira avenida na direita do Bahia, além de não acertar um cruzamento em quase todas as tentativas que faz.

JUNINHO

Xodó da torcida por muito tempo, já tem muitos jogos em que não mostra o futebol que sabe. Atuações que chegam a atrapalhar o restante da equipe são a nova normalidade do atleta, que hoje substituiu o lesionado Renê Jr. ‘Entregadas’ ao adversário têm sido a pior inimiga de Juninho e a fase segue ruim.

VINÍCIUS

Já está provado que Régis não pode ser reserva nesta equipe do Bahia. Vinícius segue sendo inoperante e muito pouco criativo em campo. Ainda que o camisa 20 não tenha voltado tão bem quanto estava antes da lesão que o separou dos gramados por mais de 1 mês, Vinícius segue sendo uma alternativa ainda pior, já que a criação e o passe refinado de Régis, ele não tem.

O Bahia volta à campo no próximo domingo (24), em casa, contra o Grêmio, vice-colocado do Brasileirão. O Esquadrão fará agora duas partidas seguidas na Arena Fonte Nova, mas a sequência não é nada fácil, até porque foi a pior e mais difícil do Bahia no primeiro turno. Podendo entrar na zona de rebaixamento com um empate entre Palmeiras x Coritiba, em partida que acontece amanhã (18), o Bahia possui os mesmos 27 pontos do primeiro colocado na zona da degola, o São Paulo.

Matéria: Gabriel Marinho
Foto: Divulgação / Globoesporte.com

Gabriel Marinho

Ver todas as postagens