Na tarde desta terça-feira, em reunião na Arena Fonte Nova, a diretoria do Bahia recebeu o termo de posse da Cidade Tricolor, localizada em Dias D’Ávila. Com o documento, foram entregues também as 184 chaves do centro de treinamento, além do termo de posse de um terreno no Jardim das Margaridas. Agora, para que o Esquadrão possa oficialmente ser o mandatário das propriedades, só resta a homologação das escrituras em nome da agremiação.

“Após a conquista de hoje, vamos avançar com as últimas duas etapas que faltam do acordo judicial sobre o assunto: a transferência das Transcons do clube para a OAS e a transferência da propriedade dos três equipamentos da OAS para o clube”, disse Marcelo Sant’Ana, presidente do Esporte Clube Bahia.

O Bahia ainda deverá decidir se ficará com a Cidade Tricolor e o Fazendão operando em conjunto ou se venderá um dos CT’s. Segundo o presidente Marcelo Sant’Ana, a logística para transferência dos equipamentos para a Cidade Tricolor ainda será traçada, mas o prazo para a mudança definitiva deverá ser de três a quatro meses:

“A gente começa agora a administrar esse equipamento e precisa ver, com calma e com rigor, as questões estruturais, o que precisa ser feito de obra, o que precisa ser recuperado, nível dos campos, edificações, instalações elétricas e hidráulicas… Para a gente trabalhar com um prazo possível de ser cumprido, a partir do momento que o Bahia tenha a propriedade dos equipamentos, e hoje a gente tem a posse, acredito num período de três a quatro meses para poder fazer a mudança em definitivo – respeitando, claro, a questão do campo. Se o Bahia estiver dentro de uma competição, pode ser que você tenha que adaptar esse prazo para não prejudicar os treinos do time profissional ou de divisão de base”, declarou.

Para manter o Fazendão, os cofres do Bahia desembolsam anualmente R$ 3 milhões. Agregando os custos com a Cidade Tricolor, de R$ 6,972 milhões, o clube estima que as despesas totais chegariam a cerca de R$ 10 milhões por ano, o que justificaria a venda de uma das propriedades.

Matéria: Gabriel Marinho
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Gabriel Marinho

Ver todas as postagens