O Bahia encerrou com derrota a primeira das três dobradinhas em casa, que terá no segundo turno do Brasileirão. Pelo placar de 2×1 à favor do Botafogo, definido com um gol de Bruno Silva aos 46′ da segunda etapa, o Bahia deixou escapar mais uma vez a oportunidade entrar na primeira parte da tabela e até mesmo ultrapassar o adversário de hoje.

O fator determinante da derrota em casa para a equipe carioca foi a falta de ofensividade e imposição como mandante, que o Bahia de Preto Casagrande deveria mostrar em seus domínios. O Esquadrão mostrou-se à espera do erro adversário durante toda a partida, investindo em contra-ataques rápidos com o colombiano Mendoza, que não fez uma boa partida, e deixando o Botafogo, com mais de 60% da posse de bola, ditar o jogo.

Com mais um jogo realizado pelo Bahia no comando do jovem Preto Casagrande, o Bahia continua mostrando um futebol de espera por um estilo de jogo que ainda está por vir. A postura da equipe nas quatro linhas é a de um time comandado por um interino que apenas ‘segura a onda’ enquanto não chega um treinador profissional. Sem perfil e sem se impor, o Bahia tem mostrado um esquema previsível e sem variações táticas, como se todos os adversários fossem iguais. Preto Casagrande escala o time bem, à gosto da torcida, bem como substitui com coerência, porém o que falta ao inexperiente treinador é diversificação tática. Essa, boa ou ruim, o Bahia de Preto não tem.

Com duas semanas para se preparar e encarar o Atlético-GO, o treinador interino, por enquanto, segue sem saber se será efetivado. O Bahia ocupa agora a 14ª posição, com os mesmos 26 pontos que já possuía. A oportunidade de passar para a primeira página da tabela passou, mais uma vez, e a distância para a zona da degola é de 1 ponto com os resultados de momento da rodada, que ainda está em curso.

Matéria: Gabriel Marinho
Foto: Marcelo Malaquias / Sou Mais Bahia

Gabriel Marinho

Ver todas as postagens