O técnico Preto Casagrande concedeu entrevista coletiva na manhã dessa sexta, pouco antes de começar o último treino, na Arena Fonte Nova, visando o confronto de amanhã (30), contra o Coritiba. O treinador respondeu sem papas na língua aos questionamentos da imprensa, como a disputa entre Vinícius e Régis, a vaga deixada por Eduardo na lateral-direita e uma possível entrada de Matheus Reis na esquerda.

Questionado sobre a vaga de meia na equipe titular, que tem sido revezada entre Régis e Vinícius, o técnico confirmou o segundo como titular para amanhã:
“Para esse jogo a posição é do Vinícius. Ele só jogou contra o Cruzeiro e Grêmio como titular, é um jogador que precisa de ritmo. O Régis, antes de sair do time, teve seis jogos como titular, então isso é fundamental. No treino, o Vinícius tem ido muito bem, então vamos dar essa sequência, mais uma oportunidade para ele”, comentou.

O lateral-direito Eduardo ficará de fora da partida contra o Coxa, após ter tomado o 3º cartão amarelo no jogo contra o Grêmio. A vaga deixada seria ocupada por Eder, mas segundo Preto Casagrande, o zagueiro de origem não treinou ontem e é dúvida para o duelo, por circunstância de uma virose:
“Não consigo confirmar ainda, até porque o Éder não treinou ontem, ele teve uma virose. Então a escalação da lateral direita está indefinida. Na zaga entra o Thiago Martins mesmo, é um jogador jovem, mas experiente. Já observamos ele no dia a dia, está muito focado, entrosado. Tenho certeza que fará um grande jogo. Quanto à lateral, independente de quem jogar, temos que aproveitar as características individuais de cada um. Ninguém tem as características de Eduardo, então quem entrar vai buscar jogar com suas características […] Não tendo o Éder, temos algumas outras opções. Lógico que tem que ser no improviso mesmo. Temos algumas possibilidades como o Yuri, o Matheus Sales, o Feijão. Ontem usei o Everson, que é um zagueiro muito rápido, veloz. Hoje vamos tomar essa decisão, mas independente de quem vá para campo, sei que todos têm condições de jogar”, declarou.

No decorrer da semana, foi questionado o porque de Matheus Reis treinar entre os titulares, já que Juninho Capixaba assumiu a posição da lateral-esquerda nos últimos jogos e tem correspondido positivamente. O treinador explicou por qual motivo fez a mudança nos treinos:
“Com relação à lateral esquerda, eu gosto de utilizar vários jogadores no treinamento. O Juninho tem ido bem, o que eu tenho cobrado dele é mais responsabilidade com a bola no pé, acho que ele tem errado um pouco. O Matheus é um grande jogador, sei que quando precisar, posso contar com ele também”, afirmou.

Sem papas na língua, Preto ainda garantiu que Edigar Junio permanece no banco de reservas e a escalação inicial da última partida será mantida:
” A princípio a gente mantém o time. Tanto Edigar, como a Allione e Hernane ficaram muito tempo parado. Eles têm tido uma evolução muito boa na parte física. O Allione já entrou 45 minutos no último jogo. O Edigar já entrou em todas as partidas. Eles vão ser muito úteis lá na frente, mas agora ainda não é o momento”, disse.

Portanto, o Bahia deve ir a campo com a seguinte formação:

GOLEIRO: JEAN;
DEFESA: EDER (MATHEUS SALES), TIAGO, THIAGO MARTINS e JUNINHO CAPIXABA;
MEIO-CAMPO: EDSON, JUNINHO e VINÍCIUS;
ATAQUE: MENDOZA, ZÉ RAFAEL e RODRIGÃO.

A bola rola para Bahia x Coritiba amanhã (30), às 16h, na Arena Fonte Nova. A partida é válida pela 26ª rodada do Brasileirão e é considerado um ‘jogo de 6 pontos’, já que é um confronto direto entre concorrentes na briga contra o rebaixamento. Em 13º, o Bahia possui 30 pontos, já o Coritiba, há 6 jogos sem vencer, tem 27 e ocupa a 19ª colocação.

Matéria: Gabriel Marinho
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Gabriel Marinho

Ver todas as postagens